Foto: Reprodução

O Centro de Convenções, em João Pessoa, sediará nos próximos dias 5 e 6 de setembro a reunião do Parlatino (Parlamento latino-americano), a pedido da senadora Daniella Ribeiro, que é secretária de relações interinstitucionais do Parlatino. O encontro reunirá parlamentares de 23 países-membros. Desde 2015 o Brasil não recebia as reuniões do Parlatino.

Daniella disse que pediu aos colegas para que a reunião de setembro ocorresse em seu país, seu estado, em João Pessoa. “Há muito tempo o Brasil não recebia as reuniões do Parlatino e por isso fiz esse pedido para que tivéssemos a realização aqui. Aproveitei e coloquei o nome da Paraíba para que sediasse o encontro dos parlamentares. É uma honra receber na nossa casa um evento internacional com a importância do Parlatino”, afirmou.

O encontro começará às 9h da segunda e se estenderá até 17h; na terça, a reunião começará às 9h e se encerrará às 12h. O evento contará com a presença de autoridades locais, além dos parlamentares dos países-membros.

Temas a serem discutidos

O último encontro do Parlatino no Brasil aconteceu em 2018, em Salvador. Nesse encontro da próxima semana, a pauta de discussões contará com integrantes das comissões de Meio Ambiente e Turismo; Segurança cidadã, combate e prevenção ao narcotráfico, terrorismo e crime organizado. O encontro também terá reunião da diretoria do Parlatino.
Para Daniella, a realização das reuniões no Brasil, especificamente na Paraíba, representa um momento importante para o país, enquanto membro do Parlatino, e uma oportunidade de destacar o potencial do Nordeste, sobretudo da Paraíba, que sediará o evento.

O que é o Parlatino?

O Parlatino foi fundado em 1964 como uma organização regional, permanente e unicameral, integrada pelos parlamentares nacionais da América Latina. Integram o Parlamento Latino-Americano as Antilhas Holandesas, Argentina, Aruba, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Suriname, Uruguai e Venezuela.

MaisPB