Efraim e Queiroz acusam compra de robôs para prejudicá-los. (Foto: Reprodução)

Efraim e Sérgio Queiroz, ambos candidatos ao Senado pela Paraíba foram surpreendidos com milhares de seguidores em poucos minutos. O pastor Sérgio Queiroz (PRTB), denunciou que 1.500 seguidores fakes, foram registrados em seu instagram, nesta quinta-feira, (1) “comprados por alguém mal intencionado”, criticou. Como apurou o ClickPB, o candidato tomou a iniciativa de excluir todas as contas. “Removemos todos. Lutemos pela verdade, inclusive digital”, informou.

Já o candidato Efraim, disse que os ataques de robôs são focados em reduzir engajamento de seu perfil e atrapalhar a sua campanha. Ele iniciou uma campanha para os seguidores interagir e alertar o algoritmo sobre a tentativa de interferências em sua conta. “Vamos vencer assim: jogando limpo! Prove que você não é um robô e deixe aqui o seu comentário. Vamos resgatar nosso engajamento e mostrar que a boa política vence de qualquer jeito!”, disse.

A compra de seguidores com perfis fakes para seguir contas é considerado ilegal e fere o livre pleito democrático como preceitua as normas e recomendações da legislação eleitoral e resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o pastor, ao perceber, a armação, a medida encontrada foi excluir os perfis falsos. Além disso, medidas judiciais estão sendo tomadas para descobrir o autor. “Gente que quer parar a onda do Voto de Graça está tentando diminuir o engajamento das minhas redes, me “presenteando” com seguidores comprados. Inominável, baixo e vil. Que Deus tenha misericórdia deles. Medidas judiciais serão tomadas para descobrirmos a fonte dos ataques. Me ajudem a divulgar as nossas ideias. Vamos ganhar! Não comprem seguidores , pois além de ser um problema ético, atrapalha o engajamento em seu perfil. Além de ser uma mera ilusão para o ego”, disse.

 

ClickPB