Pessoas aguardando por bote com passageiros resgatados de embarcação que naufragou na Ilha de Cotijuba (PA)

Uma embarcação naufragou na 5ª feira (8.set.2022) nas proximidades da Ilha de Cotijuba, em Belém (PA). Segundo o governo do Estado, 63 sobreviventes foram resgatados e levados para a capital. Até a publicação deste texto, 11 mortes haviam sido confirmadas, sendo 9 mulheres, 1 homem e uma criança. A embarcação tinha capacidade para 82 pessoas.

O barco seguia de Marajó para a capital do Estado. Segundo a Arcon (Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos), a empresa dona da embarcação já havia sido notificada e teve um barco apreendido, pois não possui autorização para operar.

Os responsáveis, porém, colocaram uma nova embarcação para fazer o trajeto, que foi novamente apreendida pela Marinha durante fiscalização. O barco que naufragou foi o 3º usado pela empresa.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o naufrágio. A Marinha do Brasil também vai investigar. Da apuração da Marinha sairá um laudo que será encaminhado ao tribunal marítimo.

As buscas por vítimas continuam. Enquanto isso, o governo do Estado tem prestado apoio aos sobreviventes e familiares das vítimas. Está sendo providenciado acolhimento, alimentação e hospedagens dos sobreviventes até que eles sejam deslocados para as suas cidades de origem.

Segundo o governo estadual, as famílias das vítimas e os sobreviventes também estão tendo apoio de uma equipe de psicólogos e assistentes sociais.

 

Agência Brasil