Condenado a 42 anos de prisão homem que matou esposa grávida na PB (Foto: Polícia Civil de SP)

A Justiça da Paraíba condenou a 42 anos de prisão, em regime fechado, o homem que matou a mulher grávida de cinco meses. O crime aconteceu na cidade de Poço José de Moura, no Sertão do estado, no dia 7 de setembro de 2020.

Hélio José de Almeida Feitosa era casado com a Pâmela Bessa. Ela tinha 27 anos e estava grávida de cinco meses quando foi espancada até a morte pelo marido. De acordo com a o laudo da perícia, ela teve hemorragias na área do abdômen e algumas costelas quebradas.

Segundo o inquérito policial, Hélio levou o corpo da mulher para o hospital e disse que ela tinha sofrido um desmaio. Depois disso, ele foi conduzido para a delegacia, prestou depoimento, negou que tivesse praticado qualquer violência contra ela e foi liberado pelo delegado de plantão.

Na sequência, Hélio fugiu foi para o interior de São Paulo e foi preso três meses depois. O acusado participou do julgamento de lá, remotamente.

O conselho de sentença o considerou culpado e condenou o Hélio. O juiz estabeleceu uma pena de 42 anos de prisão em regime fechado.

 

t5