Arrascaeta marcou os dois gols do Flamengo no jogo - Foto: @mcortesdasilva8 / CRF

Rodrigo Dunshee, vice-presidente Geral e Jurídico do Flamengo disse que o clube irá notificar o jornalista Mano, do SBT, após falas sobre violência contra o meia uruguaio Arrascaeta na final da Copa do Brasil.

“Jornalista pregando violência no futebol para lesionar um atleta. Para mim, esse jornalista pratica ilícito de incitação pública de crime. Porque provocar lesão corporal intencionalmente é isso. Flamengo vai notificar esse cidadão para que ele se retrate formal, sob pena de adotar medida judicial”, disse o dirigente.
Mano faz parte da bancada do ‘Arena SBT’, mas disparou tais aspas durante um programa na web, apresentado por Benjamin Back.

“Arrascaeta está meio bichado, com pubalgia, isso é uma informação importante para Fausto Vera e Du Queiroz, pra cada um dar uma porrada e tirar ele do jogo logo. É estratégia, não estou pregando a violência”, disse o jornalista.

O comentarista chegou a se retratar nas redes sociais e indicou que foi mal interpretado pelo público, classificando o episódio como uma simples brincadeira.

“Quando eu falei para ‘dar uma porrada no Arrascaeta’ foi ali na zoeira, uma ‘tiração’ de sarro com o Paparazzo (influencer do Flamengo). Óbvio que foi no sentido figurado. Mas muita gente tirou essa frase de contexto. É evidente que eu não quero que o cara se machuque, que ele perca a perna, que ele perca a Copa do Mundo. Muito pelo contrário, Arrascaeta é craque. O que eu falei, inclusive, muitos treinadores falam para os atletas dentro de campo, não fui eu que inventei isso. De qualquer forma, quero pedir desculpas para quem achou que eu incitei ou fiz apologia a violência.”

 

WSCOM