SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) — O presidente Volodimir Zelensky anunciou nesta sexta-feira (30) que a Ucrânia assinou uma solicitação de adesão acelerada à Otan, alguns minutos após a Rússia formalizar a anexação de quatro regiões ucranianas ao seu território.

“Adotamos uma medida decisiva ao assinar a candidatura da Ucrânia visando uma adesão acelerada à Otan”, disse Zelensky em um vídeo divulgado nas redes sociais.

O presidente ucraniano também garantiu nesta sexta que não negociará com a Rússia enquanto Vladimir Putin estiver no poder. Em seu discurso em Moscou hoje, Putin pediu à Ucrânia que cessasse os ataques e voltasse à mesa de negociação, embora tenha sido categórico sobre a anexação das quatro regiões ucranianas — cujo povo será parte da Rússia “para sempre”, disse Putin.

“A Ucrânia não negociará com a Rússia enquanto Putin for o presidente da Federação Russa. Negociaremos com o novo presidente”, disse Zelensky.

Putin assinou nesta sexta a anexação de quatro regiões da Ucrânia, baseado em um referendo fortemente questionado pela comunidade internacional. Agora, a Rússia considera Luhansk e Donetsk, ao leste, e Kherson e Zaporizhzhia, ao sul, como partes de seu território.