Foram contabilizados 6 ocorrências de crimes comuns em locais de votação e 59 crimes contra candidatos (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA, DF (UOL/FOLHAPRESS) – A Operação Eleições 2022, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, registrou 474 crimes eleitorais e 184 prisões desde o início das eleições neste domingo (2). Os dados se referem a um balanço parcial mais recente divulgado e contabiliza ocorrências até às 12h37.

Entre os crimes registrados pelo boletim estão: boca de urna (76), compra de votos e corrupção eleitoral (115), violação ou tentativa de violação do sigilo de voto (9) e transporte irregular de eleitores (16).

Também foram contabilizados 6 ocorrências de crimes comuns em locais de votação e 59 crimes contra candidatos.

Ao todo, 9 armas foram apreendidas desde a abertura de urnas e 15 ocorrências de falta de luz em locais de votação.

A Operação Eleições 2022 é realizada pelo Ministério da Justiça com representantes institucionais dos 46 Estados e do DF, além de representantes do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), das Polícias Civil e Militar, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, dos Corpos de Bombeiros, do Ministério da Defesa, da Agência Brasileira de Inteligência e das Secretaria de Segurança Pública e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Ao todo, cerca de 500 mil agentes de segurança pública estão mobilizados. Há ainda 70 mil viaturas, três aeronaves e embarcações de prontidão pelo país, segundo o Ministério da Justiça.