Polícia da Tailândia divulga foto do ex-policial Panya Khamrab, suspeito de ataque a tiros em creche na província de Nong Bua Lam Phu, no dia 6 de outubro de 2022. (Foto: Polícia da Tailândia/Divulgação)

Um ex-policial abriu fogo em uma creche no nordeste da Tailândia e matou 34 pessoas, entre elas seu próprio filho e outras 21 crianças, nesta quinta-feira (6), informou um porta-voz da polícia tailandesa.

Entre as vítimas, havia crianças de 2 anos.

Segundo a polícia, o assassino chegou à creche, na cidade de Uthai Sawan, dentro da província de Nong Bua Lamphu, por volta da hora do almoço. Agitado, ele atropelou algumas pessoas. Depois, parou o carro e buscou pelo filho. Ao não achá-lo, disparou então contra outras crianças e funcionários da escola, entre eles uma professora grávida de oito meses.

Depois, voltou para casa e matou a mulher e o filho, ainda de acordo com a polícia tailandesa, e se suicidou.

O assassino foi identificado como o Panya Khamrab, um ex-policial que havia sido dispensado de suas funções por envolvimento com drogas. Há apenas alguns dias, ele havia comparecido a um tribunal local para responder por uso e posse de narcóticos.

Tiroteios em massa são raros na Tailândia, embora a taxa de posse de armas seja alta em comparação com alguns outros países da região.

 

g1