Foto: Reprodução EBC

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve anunciar ainda nesta 4ª feira (19.out.2022) a liberação de 15 milhões de barris de petróleo da reserva do país, segundo a agência de notícias AP News, que atribui a informação a autoridades do governo não reveladas. A medida é uma resposta aos cortes de produção anunciados pela Opep+ no início do mês.

Em março, o presidente norte-americano liberou 1 milhão de barris de petróleo por dia durante 6 meses da reserva estratégica norte-americana. A estratégia levou o país a sua menor reserva desde 1984. Agora, os EUA têm 400 milhões de barris de petróleo reservados.

Segundo a agência, novas reduções também podem ser anunciadas durante o inverno. O governo deve reabastecer a reserva por meio da produção nacional quando o preço do barril de petróleo estiver abaixo do intervalo de US$ 67 a US$ 72.

Em 11 de outubro, a Casa Branca informou que o líder norte-americano “continuará a reavaliar” o relacionamento entre os EUA e a Arábia Saudita depois do corte da Opep+.

A decisão do grupo de maiores produtores do mundo, liderado pela Arábia Saudita, reduzirá a produção de petróleo em 2 milhões de barris por dia.

Segundo a organização, a decisão foi tomada “à luz da incerteza que envolve as perspectivas econômicas globais e do mercado de petróleo […]”. O corte foi o de maior intensidade desde o início da pandemia, em 2020.

O movimento dos países produtores em manter os preços elevados é uma resposta a diminuição da demanda global pelo insumo.

PODER 360