Foto: Reprodução

Ontem à noite, Jair Bolsonaro convocou uma reunião de emergência com o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, e os comandantes do Exército, General Freire Gomes; da Aeronáutica, Baptista Júnior, e da Marinha, Garnier Santos.

A conversa girou em torno da decisão de Alexandre de Moraes de arquivar sumariamente a denúncia feita pela campanha sobre suposto boicote de rádios na divulgação da propaganda eleitoral de Bolsonaro.

Para o comando militar, segundo um dos participantes da reunião, “ficou evidente que o presidente do TSE escolheu um lado na disputa eleitoral”. Apesar da avaliação crítica, a decisão foi “manter a serenidade e seguir para as eleições, contra tudo e contra todos”“A decisão foi bancar as eleições pela certeza da vitória nas urnas, mesmo com todas as restrições impostas pelo TSE, pelo STF.”

 

O Antagonista