Cristiano Ronaldo atingiu 500 milhões de seguidores no Instagram Foto: AFP / Lance!

Em meio às polêmicas envolvendo seu clube, o Manchester United, o craque Cristiano Ronaldo continua sendo o centro das atenções no Catar. Além de tudo o que representa dentro de campo e do desejo em conquistar pela primeira vez uma Copa do Mundo, o português segue quebrando recordes mesmo quando não entra em campo. Nesta segunda-feira, ele atingiu os 500 milhões de seguidores no Instagram e se tornou a primeira pessoa no planeta a alcançar essa marca.

De acordo com a Hopper HQ, empresa especializada em redes sociais, Cristiano Ronaldo recebe, em média, 1,4 milhão de euros (R$ 7,6 milhões) por publicação promovendo seus patrocinadores no Instagram. Ele supera o ator Dwayne Johnson, conhecido como The Rock , que ganha 1,3 milhão de euros (R$ 7 milhões) por conteúdo patrocinado. As empresas procuram, entre outras atribuições em seus patrocinados, o número de seguidores de seus candidatos.

“Chegar aos 500 milhões de seguidores no IG reforça o resultado efetivo do planejamento estratégico, a dedicação, o foco, o produto incomparável que o CR7 alcançou”, afirma Fábio Wolff, sócio-diretor da Wolff Sports. Em 2021, o astro português teve o post mais caro do Instagram. Segundo levantamento da consultoria Statista, o jogador cobrou, em média, US$ 1,6 milhão por post na rede social.

“O Cristiano é sem dúvidas um dos maiores nomes do esporte mundial, não apenas atualmente, mas de todos os tempos. Além de ser um atleta completo dentro de campo também é uma força gigante fora das quatro linhas. Ao alcançar a marca de 500 milhões de seguidores no Instagram , ele mostra o tamanho que é sua marca e como ele consegue se conectar à praticamente todo o planeta”, aponta Pedro Melo, Chief Commercial Officer do Atlético-MG, responsável pela captação e gestão de patrocínios do clube.

“É um ativo que pode trazer um retorno após a carreira muito maior do que como agora como atleta. O Cristiano está na última etapa da carreira como atleta, que pode levar alguns anos pelo super profissional que é. Essa conexão vai além da parte financeira, mas de conexão com fãs de todo o mundo. Se ter meio bilhão de seguidores é um feito incrível, imagina obter dados exatos de onde eles estão, suas idades, para que time torcem, qual idioma falam, entre outras coisas. É assim o digital, é um canhão o que ele tem em mãos”, opina Renê Salviano, CEO da Heatmap, empresa especializada em marketing esportivo.

A explosão de novos seguidores de CR7 se deu pela campanha da marca de luxo Louis Vuitton ao lado de outro craque do futebol mundial, Messi, da seleção argentina. A conta do meia do PSG também ganhou milhões de novos seguidores e chegou a 376 nesta manhã.

Armênio Neto, especialistas em novos negócios da indústria do futebol e que atua na captação de marcas junto a atletas e empresas, esses números mostram o alcance e reconhecimento global do atleta.

“Também reforçam o fato de que os grandes ícones do esporte transcendem o campo de jogo e, por isso, são interessantes para grandes empresas. Mais até do que as suas próprias equipes. De Neymar Jr a Messi, de Lebron James a Virat Kohli (ídolo indiano do Cricket, com mais de 220 milhões de seguidores no Instagram), a cada dia – e a cada novo contrato assinado – fica mais claro que a frase “players are the new players” não só é verdadeira, mas também um direcionamento estratégico para o marketing de marcas globais”, acrescenta.

 

TERRA