Caso Padre Zé: Justiça julga prisão de Padre Egídio próxima semana

Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) irá deliberar na próxima terça-feira (30) sobre a manutenção ou revogação da prisão do Padre Egídio, acusado de desvios milionários no Hospital Padre Zé.

O caso está agendado na pauta da Câmara Criminal e está sob a relatoria do desembargador Ricardo Vital de AlmeidaJannyne Dantas Miranda e Silva e Amanda Duarte Silva Dantas, também acusadas de participação no esquema criminoso, também recorrem da prisão. Os três foram detidos durante a operação Indignus.

No parecer apresentado, o Ministério Público defendeu a manutenção das prisões como medida para garantir a ordem pública.

“A liberdade dos investigados equivale à garantia da impunidade e à perpetuação de um infindável ciclo de ocultação patrimonial, o qual dificultará significativamente a recuperação do produto financeiro desviado. Este, por sua vez, poderá futuramente contribuir para a restauração da saúde financeira da instituição e, consequentemente, para a ampliação do espectro de atuação em proteção dos pobres e necessitados, perpetuando a missão do Padre Zé”, argumentou a procuradora Maria Lurdélia Diniz de Albuquerque Melo.

Lurdélia também ressaltou que os desvios praticados pelos investigados impactaram a vida de várias pessoas, especialmente pacientes dependentes dos serviços de saúde pública.

 

 

Por Paraibaja