Ferj se antecipa à bronca do Vasco e afasta mais um árbitro do Campeonato Carioca

Poucos minutos depois do fim da vitória do Nova Iguaçu sobre o Vasco, a Ferj já comunicou o afastamento do árbitro João Marcos Gonçalves Fernandes, que teve falhas absurdas no jogo

O Vasco, mais uma vez, foi prejudicado pela arbitragem no Campeonato Carioca. Na derrota por 2 a 0 para o Nova Iguaçu, na noite desta quarta-feira (31), no Parque do Sabiá, em Uberlândia, o Cruz-Maltino ficou na bronca, com razão, pelos critérios utilizados pelo árbitro João Marcos Gonçalves Fernandes. Mas, dessa vez, não precisou nem sequer de reclamação oficial do Vasco para a Ferj tomar uma atitude em relação a atuação do juiz desta noite.

Poucos minutos depois do fim da partida, antes de qualquer manifestação pública do Vasco – que acabou não acontecendo -, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro anunciou que estava afastando o árbitro João Marcos Gonçalves Fernandes “falhas gritantes na parte disciplinar da arbitragem de Nova Iguaçu x Vasco”. De acordo com a Ferj, a atuação do juiz estava fora de um suposto “padrão de excelência estabelecido como regra” pela Entidade que comanda o futebol do Rio de Janeiro.

A principal falha de João Marcos aconteceu ainda durante o primeiro tempo da partida, quando o jogo estava empatado por 0 a 0. O lateral-direito Cayo Tenório deu uma entrada com a sola na canela de Rossi. O juiz nem sequer marcou falta no lance. O atacante do Vasco ficou a marca das travas da chuteira na perna e também ficou com a canela sangrando. Como o Campeonato Carioca ainda não tem VAR em todos os jogos, o lance não teve nenhum tipo de revisão, que poderia dar uma justa expulsão direta para o jogador do Nova Iguaçu, que, aliás, já tinha até um amarelo naquele momento.

Por Trivela