Comunicado de Biden e Macron defende taxação de super-ricos proposta por Brasil

“França e EUA saúdam a iniciativa da presidência brasileira do G20 para priorizar discussões sobre cooperação internacional com relação a taxação, e pretendem trabalhar para aumentar esforços com o objetivo de uma taxação progressiva e justa para indivíduos”, afirmam os líderes.

Comunicado conjunto dos presidentes dos EUA, Joe Biden, e da França, Emmanuel Macron, divulgado no último sábado (8), defende a proposta de taxação de super-ricos defendida pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva.

“França e EUA saúdam a iniciativa da presidência brasileira do G20 para priorizar discussões sobre cooperação internacional com relação a taxação, e pretendem trabalhar para aumentar esforços com o objetivo de uma taxação progressiva e justa para indivíduos”, afirmam os líderes.

O ponto faz parte de declaração de Biden e Macron após visita do americano à França na semana passada, onde participou das celebrações sobre o aniversário de 80 anos do Dia D.

A defesa da taxação dos super-ricos vem sendo encampada sobretudo pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e se tornou um dos temas da presidência rotativa exercida pelo Brasil neste ano do G20, grupo que reúne as principais economias desenvolvidas e emergentes do planeta.

POR FOLHAPRESS