Considerando a necessidade de aprimorar os procedimentos nas aulas de habilitação de condutores de ciclomotores junto às autoescolas, o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) implantou o monitoramento eletrônico nos cursos práticos de direção veicular em motocicletas, com a finalidade de garantir um trânsito mais seguro e de atender à deliberação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A medida foi disciplinada por meio da Portaria nº 022/2022, estabelecendo a obrigatoriedade desse monitoramento em todo o estado. A fiscalização é de responsabilidade da Comissão de Credenciamento, Auditoria e Fiscalização dos CFCs (CCRAF), que acompanha as anotações, bem como a transmissão e recepção dos relatórios de avaliação, realizados em sua forma eletrônica.

Segundo o presidente da Comissão, Fellipe Barros, “o Detran-PB fecha um ciclo importante no processo de habilitação dos pretensos candidatos à CNH, tendo agora o monitoramento eletrônico nas aulas práticas de direção em veículos de duas rodas. Antes o monitoramento era apenas nas aulas teóricas e nas aulas práticas em veículos de quatro rodas”.

Para ele, “o monitoramento nas motocicletas tem como objetivo garantir a fiel execução das aulas aos candidatos junto aos CFC’s, visando uma melhor formação para os motociclistas, diante do crescente número desses profissionais no Estado da Paraíba, que teve um vertiginoso crescimento com o mercado de delivery”.

Fellipe Barros acrescentou que “o processo é simples e garante maior segurança, pois será acompanhado integralmente pelo Detran-PB através da CCRAF, tendo o reconhecimento facial do candidato e do instrutor, além das validações faciais e os trajetos realizados pelo candidato através do GPS, em tempo real”.