O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Guarabira (SSPMG) denunciou o prefeito do município, Marcus Diôgo (PSDB), por supostamente desrespeitar a lista classificatória a dos aprovados no Concurso Público nº 001/2019, nos cargos de médico em diversas especialidades, para manter contratações por excepcional interesse público enquanto há servidores aprovados no referido certame.

Para ilustrar a denúncia, que será investigada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da 4ª Promotoria de Justiça de Guarabira, o sindicato usou o exemplo da esposa do secretário de Finanças da cidade, Cláudio Cézar Silva de Melo, que estaria desde 2013 na gestão como médica sob o regime supostamente ilegal.

A promotora Cláudia de Souza Cavalcanti Bezerra, responsável pelo caso, destacou que , “com o objetivo de apurar os fatos denunciados, solicitou-se que a Prefeitura de Guarabira remetesse a seguinte documentação essencial para a adequada investigação do caso, cujo aporte ainda não ocorreu, tendo sido solicitada inclusive uma (concedida) prorrogação de prazo (f. 46)”.

Com isso, gestão de Marcus Diôgo vai ser investigada e, se forem encontrados indícios de irregularidade no processo de contratação de servidores, o prefeito pode ser denunciado por improbidade administrativa.

Confira o documento:

001.2021.054472-Portaria de instauração de IC nº 15_4° PJ – Guarabira_2022-Portaria de instauração de IC-2022-0000315649 (1)

 

  • PB AGORA