Presidente do TSE, o ministro Edson Fachin anunciou nesta sexta que as urnas eletrônicas trarão uma novidade nas eleições de outubro.

Para tornar o processo eleitoral mais acessível a 85.000 eleitores surdos, os aparelhos passarão a exibir vídeos com interpretes de Libras indicando cada passo do processo de votação.

A novidade deve agradar a primeira-dama Michelle Bolsonaro, que trabalha com a inclusão de deficientes auditivos.

 

  • VEJA