A campanha começou oficialmente nesta terça-feira (16) e teve como primeira atividade do dia o debate promovido pela Arapuan FM. Na ocasião, Pedro Cunha Lima (PSDB) criticou a ausência do atual governador João Azevêdo no evento e defendeu uma nova forma de governar o estado, com mais coragem, trabalho e um amplo investimento em educação pública para gerar mais oportunidades para os paraibanos.

“O atual governador, que não teve coragem de vir a este debate para estar na posse de um ministro do Supremo, talvez por responder a um processo no STJ, gasta milhões em publicidade para dizer que o resultado na educação foi positivo, quando a gente sabe que a realidade não é esta. As escolas estão caindo aos pedaços, a Paraíba é o Estado do Nordeste que mais precisa de vaga de creche, a gente não consegue ensinar nossas crianças a ler e escrever na idade certa. A educação será prioridade número um do nosso governo”, disse.

Pedro reforçou que só pela educação é possível diminuir diferenças. “Para quem vive em situação de pobreza, uma oportunidade real na educação é aquilo que mais importa. Porque é só por esse caminho que a gente consegue libertar essas famílias de uma situação muito dura. A gente vai fazer concurso para professor como se deve, na intensidade que se deve, outra promessa não cumprida pelo atual governador. Vamos ter um programa de formação do professor, que tem que entrar em sala de aula bem formado, estimulado, querendo ensinar ao máximo seus alunos”, destacou.

Investir na infraestrutura das escolas também será um prioridade, tirando as escolas do atual cenário de sucateamento. “Vamos fazer desde o primeiro ano um amplo programa de restruturação das escolas, porque na Paraíba vemos cenas repetidas de escolas caindo aos pedaços, inclusive machucando alunos, como foi aqui em João Pessoa. Vamos mudar isso, porque a Paraíba pode muito mais do que a atual gestão tem entregado”.