Com as novas regras eleitorais que proibiram as doações de empresas, restou aos postulantes ainda algumas permissões como por exemplo, as doações dos partidos, que já começaram a chegar nas contas eleitorais permitindo a divulgação das primeiras destinações dos recursos. Segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral, quatro candidatos da Paraíba receberam doações e o governador João Azevedo lidera rendimentos.

O governador recebeu R$ 3,5 milhões da direção nacional do PSB para a campanha. Azevêdo declarou gastos de R$ 2,17 milhões com a contratações e R$ 775 mil foi destinado ao guia eleitoral.

Em segundo lugar aparece Pedro Cunha Lima que recebeu R$ 1,4 milhão da direção nacional do PSDB e declarou gasto de R$296.500,00 com atividades de campanha.

A candidata do PSOL, Adjany Simplicio, teve o terceiro melhor rendimento e recebeu R$ 213 mil da direção nacional da legenda e não declarou gastos.

O candidato do PSTU, Antônio Nascimento, recebeu R$1.564,00 de doações de terceiros. Os candidatos Nilvan Ferreira (PL), Veneziano (MDB) e Major Fábio (PRTB) ainda não declararam receitas e despesas à Justiça Eleitoral.

ANDERSON SOARES