Christina Rocha segue como apresentadora contratada do SBT

A apresentadora Christina Rocha desabafou sobre o fim do programa ”Casos de Família” no SBT. Em entrevista ao Venus Podcast, ela afirmou que o formato do espetáculo era trabalhoso e exigente. “É um programa muito trabalhoso, sempre foi muito especial na minha vida. É um programa muito difícil de fazer e sem recursos. É um formato que você não pode fazer uma coisinha aqui, um cantor. Treze anos, chega uma hora que os conflitos e os assuntos acabam sendo repetitivos”, disse. “O que a gente gostaria de ter feito, mas não tínhamos condição era ir em outra cidade, de repente ficar uma semana no Rio. Infelizmente, não tínhamos condição. O programa precisava de um respiro, uma mudança, uma coisinha nova. Não é fácil ficar 13 anos sem nenhum recurso”, contou. O SBT confirmou o fim do “Casos de Família” na última semana e deve colocar novelas para a grade vespertina da emissora, mas manteve Rocha entre o leque de apresentadores contratados do canal.

Christina também elogiou o programa pelo legado deixado com discussões levantadas e memes na internet. “Treze anos no ar comigo, tirando a brincadeira e os memes, é um programa importantíssimo. Cresci como pessoa e apresentadora, lidar com conflitos não é fácil, mostrou o problema da diversidade, pais que aceitam e não aceitam [os filhos], homens violentos. É um programa muito intenso, casos reais. Não é fácil fazer esse programa, os estagiários dão duro, a produção tem que ir nas comunidades.”, considerou. “Eu fico chateada quando falam que o programa foi levado nas coxas, não é assim, uma equipe trabalhadora. Me exige muito psicologicamente, você lida com conflitos. Não é fácil, hoje em dia faço terapia e comecei a fazer pelo programa também. É um programa que suga tudo da gente”, concluiu.

 

JOVEM PAN