Criança abandonada segue internada há mais de sete meses em hospital de João Pessoa

0
464
Hospital Arlinda Marques (Foto: Vanivaldo Ferreira/Divulgação/Secom-PB)

A criança de cinco anos abandonada pela mãe no Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa, segue internada há cerca de 236 dias, um pouco mais de sete meses. Apesar de apresentar um quadro clínico estável, a criança permanece na unidade hospitalar porque não tem para onde ir e aguarda o processo formal de tutela ou guarda.

Homem que matou pai a tiros é condenado a mais de 23 anos de prisão na Paraíba
A Justiça procura um lugar adequado para a menina ficar, já que de acordo com o processo investigativo do caso, a residência que a menina morava com a mãe não é mais considerada segura. A avó da criança teria demonstrado interesse em ficar com a menina, mas ainda não conseguiu a tutela.

De acordo com o juiz titular da 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa, Adhailton Lacet, caso a avó não consiga ficar com a criança, ela deverá ser direcionada para uma instituição de acolhimento ou para uma família acolhedora. O Conselho Tutelar de Caaporã, responsável pelo caso, informou que segue acompanhando a situação.

De acordo com a unidade hospitalar, a menina segue internada no leito de enfermaria, com quadro de saúde estável e em processo de recuperação nutricional. Ela também está sendo acompanhada e assistida por uma equipe multidisciplinar, inclusive por psicólogos, uma vez que a informação recebida é que a menina segue perguntando pela mãe.

Relembre o caso

A criança deu entrada no Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa, para tratar de um quadro de meningite grave e tuberculose pulmonar. Enquanto a menina recebia o tratamento, a mãe alegou que precisava retornar para o município de Caaporã para cuidar de outros filhos, a partir de então, as visitas passaram a ser esporádicas e a assistência social da unidade não obteve mais notícias da genitora, ou de parentes próximos.

Após o Conselho Tutelar entrar em contato com a mulher, ela afirmou que estava com dificuldades de visitar a criança porque precisava cuidar de outros filhos e mora em outra cidade.

A menina ficou internada na UTI durante um mês, e já recebeu alta, sendo direcionada para a enfermaria, onde permanece recebendo todos os devidos cuidados da unidade hospitalar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui